Facetas

Faceta e Fragmento cerâmico.

Volta e meia recebo questionamentos sobre casos onde apenas um ou dois dentes são restaurados com facetas ou fragmentos cerâmicos.

Claro que, para um trabalho mais estético e com menos dificuldades, devemos tratar os dentes com seus respectivos pares: dois incisivos centrais, dois incisivos laterais, dois caninos, e se possível todos juntos. Atualmente já é proposto em análise do plano de tratamento com facetas e fragmentos, a utilização da linha de sorriso até pré-molares.

Sempre que tratarmos um maior número de dentes que aparecem no sorriso do paciente, a resolução estética fica mais agradável aos olhos.

Porém, em uma odontologia possível, onde respeitamos os limites de desgastes e a própria opinião dos pacientes, chegamos muitas vezes a planos de tratamentos que incluem apenas a queixa principal.

O caso que sege abaixo, retrata esta situação. A paciente queixou-se apenas do dois incisivos centrais superiores, onde, o dente 21 apresentava desvio de linha mediana e  restauração em resina fora dos padrões aceitáveis. Já o dente 11 estava menor na porção mesial com uma restauração irregular.

Foto inicial:

Foto pós remoção das resinas:

Foto do modelo de gesso:

Foto dos laminados:

Foto final:

Compartilhar:

Onlays cerâmicos como restauradores de Erosão Dentária.

A erosão dentária ocorre quando o esmalte se desgasta ou se reduz pela ação de ácido.

Basicamente a erosão pode ocorrer por duas formas:

1.Intrínsecas: onde tem como agente causa o ácido gástrico ou pela regurgitação decorrente de problemas médicos ou psicológicos em decorrência de refluxo ácido, anorexia, bulimia;

2.Extrínsecas: causada pelos ácidos relacionados com a alimentação onde o consumo de açúcar, refrigerantes, sucos de fruta, em excesso, contribuem para tornar a boca muito ácida.

A seguir seguem fotos de um caso restaurado com onlays cerâmicos no mesmo formato do fragmento cerâmico, sem nenhum tipo de desgaste.

Vejam o caso do fragmento cerâmico em : https://www.edutavares.com.br/2015/06/restauracao-em-fragmento-ceramico/ .

Fotos iniciais:

Fotos dos onlays no modelo de laboratório:

Fotos finais:

Compartilhar:

Restauração em Fragmento Cerâmico.

A Odontologia vem mudando constantemente em seus conceitos de preservação e restauração dos dentes.

Com a melhoria das cerâmicas e dos equipamentos que envolvem sua confecção, surge uma nova forma de restaurarmos quase todas as lesões cariosas ou de fratura em dentes naturais.

Além de serem muito mais estéticas, contam com a certeza de que não terão alteração de cor, brilho, textura e desgaste por um tempo muito maior quando comparadas com as tradicionais resinas.

Estes fragmentos são cimentados e não requerem desgastes nos dentes naturais, somente remoção de áreas retentivas, assim como nas lentes de contato. Há casos que inviabilizam esta técnica mediante análise e estudo do caso.

Seguem fotos de um trabalho realizado recentemente.

Foto inicial demonstrando fratura do bordo mesial com envolvimento do ângulo do dente.

Sequência de fotos com diferentes ângulos e fundo preto para realçamento da imagem.

Modelo de gesso com o fragmento cerâmico para checagem e ajustes necessários.

Fotos finais.

Compartilhar:

Facetas cerâmicas nos incisivos superiores.

Paciente tem como queixa principal a estética comprometida dos incisivos superiores. Há nestes dentes facetas em resina com diversas manchas e trincas, além da falta de brilho.

Foi proposto um clareamento dentário de todos os dentes e inicialmente a troca destas facetas em resina por laminados cerâmicos. Posteriormente serão refeitos todos os dentes com enfoque na durabilidade e estética.

Fotos iniciais:

Foto da remoção das facetas em resina para moldagem dos laminados cerâmicos:

Foto dos laminados cerâmicos prontos para serem cimentados nos dentes:

Fotos finais:


Compartilhar:

Facetas em cerâmica ultra finas.

Esta nova modalidade de reabilitação estética está cada vez mais comum nos consultórios.

O apelo comercial é tanto que fizeram com que estas novas facetas cerâmicas fossem chamadas de: “Lentes de contato dentárias”.

A diferença entre estas novas facetas das tradicionais é que necessitam de um desgaste muito menor. A espessura chega a ser de até 0,3 mm, o que torna o tratamento pouco invasivo.

Praticamente o que o cirurgião dentista faz é remover as áreas retentivas para encaixe e colagem deste novo material. Esta técnica surge juntamente com a melhoria tecnológica dos materiais e equipamentos para confecção cerâmica.

O fato de elas serem muito mais finas e necessitarem um desgaste mínimo também as colocam com indicações mais precisas. Dentes muito destruídos ou muito manchados, não tem a indicação desta técnica. A fragilidade do material por conta da sua espessura trás também orientações precisas para o paciente.

Trata-se de um tratamento cosmético muito sofisticado, cabendo ao paciente entender suas limitações frente a mecânica da boca.

A resolução estética é impressionante quando bem indicada.

Vejam neste link uma das marcas comerciais mais tradicionais na confecção de próteses em cerâmica livres de metal: http://www.ivoclarvivadent.com.br/pt-br/dentistas/produtos/produtos/ceramica-livre-de-metal/sistema-ips-e_max-para-dentistas/ .

Compartilhar:

Facetas estéticas de resina e porcelana. Qual é a melhor opção?

Quando falamos em estética dos dentes anteriores pensamos logo no sonho de termos dentes brancos, lisos, brilhantes e alinhados. O tratamento indicado muitas vezes, para estes casos é o de facetas, tanto em resina quanto em porcelana. Entenda que o termo laminado cerâmico, tem o mesmo significado que, faceta de porcelana, sendo apenas diferente na forma do profissional expressar o termo técnico.

A porcelana é um material mais nobre, ela tem como vantagens em relação a resina:

1.> Maior dureza e resistência a fraturas;

2.> Forma, textura, brilho e cor inalteradas com o tempo;

3.> Resultado estético superior, principalmente a médio e longo prazo. A translucidez e caracterização que o material possui, são insuperáveis a qualquer outro.

Mas tem também as desvantagens:

1.> A porcelana não permite conserto tão simples como as facetas em resina, o reparo não traduz a qualidade do estado inicial do trabalho;

2.> Possui custo mais elevado e tempo de tratamento maior; sendo que, as facetas em resina são confeccionadas na hora pelo profissional;

3.> Requer técnica mais apurada para executar o tratamento, e cuidados bem maiores para se obter um bom sucesso.

Devemos considerar que, em cada caso há uma indicação. Para facilitar a compreensão digamos que, você tem pequenos reparos a serem feitos, a faceta em resina lhe preservará mais os dentes já que a necessidade de desgaste é menor. Mas se o grau de comprometimento do tecido dentário já for grande e o estado geral do dente for ruim, com manchas e erosões, o melhor são as facetas em porcelana. As facetas em porcelana são peças protéticas cimentadas nos dentes, sendo que, as facetas em resina são coladas com o mesmo adesivo que é usado nas restaurações de resina. Portanto as grandes restaurações devem ser feitas em porcelana, embora provoquem um desgaste maior, mas necessário, nos dentes.

Outro fator importante a ser considerado é situação financeira do paciente já que mesmo que difícil, o conserto de uma faceta de porcelana, muitas vezes, fica limitado de manter a qualidade em comparação com o estado inicial, restando apenas como alternativa, a troca inteira da mesma. É importante alertarmos a paciente, com relação ao custo, se for necessário reparos. O preço por dente chega a ser de três a quatro vezes maiores, na porcelana, em relação à resina.

Somente para elucidar melhor. Certa vez uma paciente pagou um tratamento de seis facetas à outra pessoa de poucas posses, a qual havia sofrido um acidente e quebrado em diferentes tamanhos os dentes anteriores superiores. Optou-se por fazermos as facetas em resina para que, a paciente pudesse no futuro pagar um possível reparo ou até mesmo a troca de algumas delas se necessário. Mesmo sabendo que a porcelana teria um resultado duradouro, o paciente não quis correr o risco de não ter condições de fazer a manutenção.

Para uma melhor comparação, vejam dois casos distintos de facetas:

1.>Facetas em porcelana:

https://www.edutavares.com.br/2010/09/facetas-ceramicas-e-coroa-sem-metal-metal-free-em-dentes-anteriores/ ;

https://www.edutavares.com.br/2012/06/coroas-anteriores-em-zirconia/ .

2.>Facetas em resina:

https://www.edutavares.com.br/2011/07/facetas-em-resina-para-dentes-anteriores/ ;

https://www.edutavares.com.br/2013/01/facetas-em-resina/ .

Compartilhar: